Caetano Veloso dizia na faixa “Língua” : “Está provado que só é possível filosofar em alemão”. Filósofos como Nietzsche, Shopenhauer, Kant e tantos outros provam essa máxima de Caê.

Mas os tempos são outros e agora, no século XXI, a gente pode ver que também é possível fazer soul em alemão. A cantora Joy Denalane mostra que há muito mais que filosofia nas terras germânicas.

A filosofia de Nietzsche sim, mas o soul de Denalane também

A cantora e compositora alemã sempre desenvolveu seu trabalho em cima da música negra. Hip hop, soul, jazz, blues, reagge, todos esses estilos fazem parte do leque de produções de Joy que além de ter uma voz belíssima e cantar em alemão e inglês também é compositora.

Joy Denalane, um super talento

Maureen, seu mais recente trabalho e 3º de sua carreira, foi lançado este ano e traz todos os elementos que se precisa para fazer um bom soul. Uma interpretação refinada, uma banda entrosada e um swing particular em cada faixa.

Maureen

Não tenha medo de escutar Maureen, a língua alemã, por mais dura que possa parecer, cai como uma luva em cada faixa.  Faixas como Niemand (Was Wir Nicht Tun), Mehr Als Wir e Nie Mehr ( que tem a participação de Julian Williams) são verdadeiras delícias sonoras. Mas, se sentir falta de um “inglesinho básico” está lá Happiness, no melhor estilo balada romântica.

Vale destacar também a super banda que acompanha Joy Denalane. Metais bem colocados, um baixo cheio de groove, guitarras cheias de ritmo e, como não pode faltar neste estilo, backing vocals poderosas e com muito estilo.

Para conferir o trabalho de Joy a melhor pedida, claro, é seu site www.joydenalane.com. Fotos, vídeos, discografia, tudo para matar a curiosidade de escutar um bom soul em alemão!

Aqui você fica com a faixa Nie Wieder Nie Mehr com a participação de Julian Willians.

Até a próxima!

Por Michelle Bruck